12 de jul de 2012

BASF e o Carnaval.

BASF, uma das maiores produtoras de veneno do Brasil, vai financiar a ESCOLA VILA ISABEL para frazer enredo enaltecendo o agronegocio e seu veneno... no proximo carnaval.

 A Unidade de Proteção de Cultivos da BASF apresentou na última quinta-feira, 5 de julho, na capital fluminense o vídeo 'O Planeta Faminto 2 - Um Novo Capítulo', uma sequência do consagrado vídeo 'Um Planeta Faminto e a Agricultura Brasileira', divulgado pela empresa em 2010. 
O lançamento ocorreu junto ao anúncio oficial de patrocínio da empresa ao desfile do Grêmio Recreativo Escola de Samba Unidos de Vila Isabel, no carnaval 2013. Para o próximo carnaval, a Escola abordará a importância da agricultura brasileira sob o tema 'A Vila canta o Brasil celeiro do mundo - água no feijão que chegou mais um...', dando ênfase ao potencial agrícola brasileiro frente à crescente demanda mundial por alimentos e energia. 
O enredo escolhido pela Vila Isabel homenageará o agricultor brasileiro e sua atividade. No novo vídeo são feitas comparações entre a média de consumo de alimentos em países como a China, Estados Unidos e no Brasil. 
O objetivo da BASF com a peça e o patrocínio é levar informação qualificada sobre o segmento, bem como desmistificar a visão, por vezes distorcida, existente em relação ao papel do agricultor - um dos principais responsáveis pelo abastecimento de alimentos no País e gerador de divisas pela exportação dos excedentes de produção. Por fim, é apresentado o potencial agrícola nacional destinado a outros fins, como a produção de cana-de-açúcar voltada ao abastecimento de biocombustíveis, energia, celulose e até mesmo vestimenta, por meio da pujante produção nacional de algodão. 
 O vídeo 'O Planeta Faminto 2 - Um Novo Capítulo' já está disponível no website da unidade Proteção de Cultivos da BASF (www.agro.basf.com.br), no canal oficial da BASF Agro no Youtube, e nos perfis da empresa no Facebook e no Twitter. Fonte: Agrolink com informações de assessoria da BASF, 6 de julho 2012 PRINCIPAIS E MPRESAS DE FABRICANTES DE AGROTÓXICOS NO BRASIL- 2010 

NOME sede Capital Receitas liquidas milhões R$ 1. MONSANTO SP EUA 12 bilhões (aproximado) 2. SYNGENTA SP Suíça/Holanda 3,18 bi 3. BAYER SP Alemã 2,056 4. BASF SP Alemã 1,558 5. MILENIA PR Holanda 667 milhões 6. NUFARM CE BR/austr. 548 milhões 7. IHARABRAS SP Br/japão 498 milhões 8. NORTOX PR Brasil 316 milhões 9. CAMDA SP Brasil 302 milhões 10. SIPCAM MG Itália 194 milhões 11. SCS ser. Químicos SP Brasil 141 milhões 12. BUSCHLER & LEPPER SC Brasil 136 milhões 13. SUMIMOTO SP Japão 70 milhões Fonte: Anuário do Agronegocio 2011 Globo Rural/ Editora Globop. Rio de janeiro outubro de 2011 Comentários: 1. 

O Brasil possui uma área cultivada de 50 milhões de hectares. Representa apenas 4% de toda área cultivada entre os 20 maiores países agrícolas do mundo. No entanto, consume 20% de todos os venenos agricolas do mundo, e somos os campeões mundiais de consumo de veneno. 2. O uso de mais um bilhão de litros por safra, representa agora 20 litros por ha cultivado. Representa 5,2 litros para cada brasileiro, e 31 litros para cada brasileiro que mora no meio rural. Outros grandes países agrícolas que cultivam mais de 120 milhões de hectares, duas ou três vezes mais áreas do que o Brasil consomem muito menos. 3. No Brasil se utiliza o veneno em quase todos os alimentos, mas principalmente na soja, cana, milho e algodão e em outros alimentos está presente com indices acima do permitio pela OMS (organização mundial da saude)no tomate, pimentão, na maça, melão, e outras frutas consumidas pela população. 4. Se repetem as noticias na grande imprensa revelando denuncias de médicos e especialistas que o uso intensivo dosagrotóxicos pelo modelo do agronegócio está aumentando a incidência cada vez maior de câncer. O Instituto nacional do cancer estima que a cada ano, mais de 500 mil novos casos de cancer são contraidos pelos brasileiros, sendo que 40% deles devem ir a óbito. E a maior causa de incidencia de cancer é a origem dos alimentos contaminados. Ou pelos venenos existentes no Tabaco, e na aguardente de cana.

Nenhum comentário:

Postar um comentário